Santificação

(Ministrado na classe de batismo da Comunidade Graça e Paz)

Desde o princípio, lá na criação e por toda Bíblia vemos que Deus quer ter relacionamento com o homem, uma comunhão tão grande que Ele andava e falava com ele diretamente (Gn 3,8 “E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração do dia”). Lamentavelmente nosso inimigo mediante a desobediência de Adão (tentação, culpa e juízo pelo pecado) rompeu esta convivência. E agora?Deus não desiste, através de Abraão levantou um povo para ser santo (Lv 11,44 “Eu sou o Senhor, vosso Deus; portanto, vós vos consagrareis e sereis santos, porque eu sou santo…”). Sabemos que mais uma vez o povo escolhido não permaneceu santo.

Deus segue seu plano e envia Jesus, portanto, como cremos em Jesus, arrependemos dos nosso pecados e aceitamos pela fé Jesus como nosso único e suficiente Salvador temos a salvação.

E o batismo em água? É uma ordenança que temos que cumprir (Mc 16,16Quem crer e for batizado será salvo…” – At 2,38 “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo”) após esta ordenança seguirá uma outra na integração à igreja que é a Santa Ceia, assunto para outra oportunidade.

Jesus é a chave para restabelecer a comunhão com Deus, como estabelecer uma comunhão com Jesus? Uma das condições para este relacionamento é o processo de santificação, é algo que deve ser buscado e é uma característica de ser filho de Deus. Deus é santo, assim como seu Filho é santo, no entanto Ele busca outros filhos que também precisam ser santos, filhos que se separam do pecado. (1Ts 4,2-7 Porque vós bem sabeis que mandamentos vos temos dado pelo Senhor Jesus. Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que fiquem livres da imoralidade, que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra… porque Deus não nos chamou para vivermos na imoralidade, mas para sermos dedicados a Ele”).

Devemos lembrar que Deus nos deu um privilégio através de Jesus Cristo de ser participante da sua natureza divina, neste sentido o nosso corpo é morada do Senhor (2Pe 1,4 “Desse modo ele nos tem dado os maravilhosos e preciosos dons que prometeu. Ele fez isso para que, por meio desses dons, nós escapássemos da imoralidade que os maus desejos trouxeram a este mundo e pudéssemos tomar parte na sua natureza divina”) e sem santificação ninguém verá o Senhor (Hb 12,14).

Como manter-se santo? Como viver separado? Veremos um exemplo de um jovem que escolheu ficar separado, decidiu não se contaminar, Daniel.

(Dn 1,1-19 “No ano terceiro de Jeoaquim, rei de Judá, veio Nabucodonosor, rei de babilônia, a Jerusalém, e a sitiou. E o Senhor entregou nas suas mãos… e ele os levou para a terra de Sinar… e disse o rei ao chefe dos seus eunucos, que trouxesse alguns dos filhos de Israel, da linhagem real e dos príncipes, jovens em quem não houvesse defeito algum, de boa aparência, e instruídos em toda a sabedoria… E o rei lhes determinou a porção diária, das iguarias do rei, e do vinho que ele bebia, e que assim fossem mantidos por três anos… E entre eles se achavam, dos filhos de Judá, Daniel (Beltessazar), Ananias (Sadraque), Misael (Mesaque) e Azarias (Abednego)… E Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar. Ora, Deus fez com que Daniel achasse graça e misericórdia diante do chefe dos eunucos… Então disse Daniel ao despenseiro a quem o chefe dos eunucos havia constituído sobre Daniel, Ananias, Misael e Azarias: Experimenta, peço-te, os teus servos dez dias, e que se nos deem legumes a comer, e água a beber. Então se examine diante de ti a nossa aparência, e a aparência dos jovens que comem a porção das iguarias do rei; e, conforme vires, procederás para com os teus servos. E ele consentiu isto, e os experimentou dez dias. E, ao fim dos dez dias, apareceram os seus semblantes melhores, mais do que todos os jovens que comiam das iguarias do rei. Assim o despenseiro tirou-lhes a porção das iguarias, e o vinho de que deviam beber, e lhes dava legumes. Quanto a estes quatro jovens, Deus lhes deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras, e sabedoria… E ao fim dos dias, em que o rei tinha falado que os trouxessem, o chefe dos eunucos os trouxe diante de Nabucodonosor. E o rei falou com eles; e entre todos eles não foram achados outros tais como Daniel, Ananias, Misael e Azarias…”)

Estamos dispostos a buscar a santidade e nos abster de todos os “manjares” que este mundo oferece? Creia que podemos dizer não, quando muitos dizem sim.

Graça e Paz.

Anúncios

Sobre marcospoorman

O objetivo deste blog é edificar os irmãos em Cristo através de uma coletânea de mensagens escritas durante minha caminhada cristã.
Esse post foi publicado em Mensagens. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s