A profecia em um apócrifo

apocrifos“E mais tarde, na ocasião do segundo advento, os discípulos negligenciarão a doutrina e alterarão sua fé piedosa e querida. E haverá muitas discussões sobre o seu primeiro e sobre o seu último advento. E muitos, nesses dias, lutarão pelos cargos sem ter a sabedoria que os torne dignos destes. E veremos anciãos iníquos, pastores oprimindo suas próprias ovelhas; os santos pastores negligenciarão seus deveres mais sagrados. E muitos haverão de trocar suas nobres vestimentas de santo pelo hábito daqueles que possuem as riquezas. Haverá distinção de pessoas, e muitos procurarão os homens deste mundo. Haverá calúnias e caluniadores que não se regozijarão com a aproximação do Senhor, e muitos serão privados das luzes do Espírito Santo. E só haverá, nesses dias, poucos profetas que, em diferentes lugares, anunciarão as grandes verdades. Por causa do espírito falso e da fornicação, do espírito de ignomínia e da avareza que inspiram aqueles que dizem: ‘Tornai-vos escravos do ouro e daqueles que o possuem!’ E sentimentos de ódio intenso surgirão entre os pastores e os anciãos. E a cobiça apoderar-se-á da maioria dos corações, e cada um só falará dos objetos do seu desejo. E serão negligenciados os oráculos dos santos profetas que existiram antes de mim, e serão negligenciadas as minhas profecias, e as pessoas entregar-se-ão ao turbilhão de seus corações…”

Pesquisando para um trabalho do seminário sobre os livros apócrifos, deparei-me com este texto, extraído do livro apócrifo da “Ascensão de Isaías”. O texto é uma “profecia” que surpreende por sua exatidão. A impressão que dá é que o profeta “vislumbrou” nosso tempo, especialmente a crise na qual se encontra a igreja cristã. Desprezo pelas escrituras, disputa por cargos, negligência e opressão pastoral, anseio pelas riquezas, distorção do evangelho,  mundanismo na igreja e as divisões entre os líderes.

Sobre este apócrifo:

A Ascensão de Isaías é um apócrifo que remonta do século I d.C ou II d.C., consiste de três manuscritos etíopes, mas fragmentos foram escritos em grego, latim e eslavo antigo, que foi compilado por um estudioso cristão do qual nada se sabe.

Todos os três textos parecem ter sido escritos originalmente em grego, mas é possível que o texto designado por “Martírio de Isaías” tenha sido escrito a partir de um original escrito em hebraico ou aramaico.

No meio desta narrativa foi inserido um apocalipse cristão conhecido como o Testamento de Ezequias. A segunda parte do livro se refere à visão de Isaías e sua jornada assistido por um anjo.

O livro era conhecido por Epifânio e Jeronimo, primeiro compilador e tradutor dos textos hebraicos do antigo testamento e dos textos escritos em grego do novo testamento, para o latim, originando a chamada Vulgata.

Conteúdo do apócrifo:

O texto repete e expande os eventos descritos em 2Rs 20, detalha acerca do martírio do profeta Isaías, visões messiânicas e apocalípticas que ele teria tido e principalmente, trata de seu arrebatamento em espírito aos céus.

ref.:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ascensão_de_Isaías
http://www.luz.eti.br/es_livrosapocrifos-parte2.html
http://pt.scribd.com/doc/25155411/A-Ascensao-de-Isaias
Anúncios

Sobre marcospoorman

O objetivo deste blog é edificar os irmãos em Cristo através de uma coletânea de mensagens escritas durante minha caminhada cristã.
Esse post foi publicado em Pesquisa e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s